terça-feira, 12 de julho de 2016

O Disco de Ouro da Voyager

I - A Missão Voyager 1 da Nasa



Voyager é o nome de um programa norte-americano de pesquisa espacial da NASA iniciado em 1977 com o lançamento de duas missões, a Voyager 1 e Voyager 2, com o objetivo inicial de estudar os planetas Júpiter e Saturno e suas respectivas luas. 

Posteriormente foi ampliado com a inclusão das primeiras explorações de Urano e Netuno e o estudo do espaço após a orbita de Plutão. Em 1990, com seus objetivos no sistema solar atingidos, iniciou-se um novo programa chamado Missão Interestelar Voyager. Em 2004 a Voyager 1 e em 2007 a Voyager 2 saíram da Heliosfera entrando em uma região conhecida como Heliosheath que é a fronteira do sistema solar com o espaço interestelar.


Em maio de 2005, a Voyager 1 estava a 14 bilhões de km de distância do Sol, viajando a uma velocidade de cerca de 61 000 km/h  enquanto a Voyager 2 estava a 10.5 bilhões de km, a uma velocidade de aproximadamente 53 000 km/h .



                       Ilustração da Voyager - propriedade da Nasa, em Wikipedia


Dentro de aproximadamente 40 000 anos, a Voyager 1 vai passar a 1,6 anos-luz da estrela AC+79 3888, na constelação de Ofiúco. Mais ou menos na mesma época, a Voyager 2 vai se aproximar da estrela Ross 248, na constelação de Andrômeda.




Ilustração da Voyager propriedade da Nasa






II - Os Discos  de Ouro da Voyager


Os Discos de Ouro da Voyager são discos fonográficos que estão a bordo de ambas as naves Voyager. Eles contêm sons e imagens selecionados como amostra da diversidade de vida e culturas da Terra e são dirigidos a qualquer forma de vida extraterrestre (ou seres humanos do futuro distante) que os encontrem. 

Nenhuma das naves Voyager foi lançada em direção a uma estrela em particular, mas a Voyager 1 vai passar a 1,6 ano-luz de distância da estrela AC+79 3888 na Constelação de Ophiuchus dentro de 40 000 anos. 



Foto dos Discos de Ouro da Voyager - propriedade da Nasa, em Wikipedia




Como as sondas são extremamente pequenas comparadas à imensidão do espaço interestelar, muitos consideram improvável que elas sejam encontradas, mesmo que acidentalmente. Se forem encontradas por alguma espécie alienígena, isso só vai ocorrer num futuro muito distante. Portanto, os Discos de Ouro são mais um tipo de cápsula do tempo do que uma tentativa de comunicação com civilizações extraterrenas


III - O Conteúdo do Disco


Após ser decidido a inclusão do "Disco de Ouro" na nave, restava saber o que colocar no disco. Formou-se uma comissão presidida pelo astrônom Carl Sagan com participação de outros cientistas. Após um período de debates decidiu-se por enviar informações não apenas sobre a ciência dominada pelo homem (coisas da mente), como predominantemente enviar  informações sobre a nossa cultura (coisa da alma).

O disco foi preenchido então com saudações dos povos da terra em várias línguas, informações sobre a nossa biologia,  fotos do nosso habitat,  gravações de sons característicos do nosso mundo incluindo 28 músicas escolhidas para representar o nosso processo criativo.

Conteúdo:


- Cento e dezoito (118) fotos explicando o planeta Terra e os seres humanos
- Saudações em cinquenta e quatro idiomas humanos diferentes
- Saudações das baleias jubarte
- Seleção representativa dos sons da terra desde uma avalanche até o  som de um beijo.
- Noventa minutos de música contendo vinte e sete (27) músicas diversificadas representando a criatividade e a cultura dos vários povos.


III - O Concerto para Brademburgo número 2 em Fá Maior.



A primeira música que abre a lista é o Concerto para Brademburgo No 2 de Johann Sebastian Bach  e as  razões foram comentadas pelos responsáveis:



"A seção de música do disco da Voyager começa com esta nota de enérgico otimismo. Não temos bases para supor que um ouvinte extraterrestre reconheceria o otimismo ou pessimismo humanos, nem que identificaria a "música" humana como tal, de maneira que nos permitirmos considerações emocionais na escolha de músicas para um artefato interestelar representa um ato de fé. Entretanto , o que mais poderíamos fazer ?".













III.2 - As outras músicas do Disco



  1. Concerto para Brademburgo, Bach
  2. Gamelão no pátio real - Java  
  3. Percurssão do Senegal
  4. Dança de iniciação de jovens pigméias, Zaire
  5. Canções aborígines, estrela da manhã, Austrália
  6. El Cascabel, México
  7. Johny B. Goode, Chuck Berry
  8. Canção de casa dos homens, Nova Guiné
  9. As Garças do Ninho, Shakuhashi, Japão
  10. GAvotte en rondeaux, BAch
  11. A Flauta Mágica, ária rainha da noite, Mozart
  12. Tchakrulo, Geórgia
  13. Flautas de Pã, Peru
  14. Melancholy Blues, Louis Armstrong
  15. Giatas de fole, Azerbaijão
  16. Sagração da Primavera, Stravinsky
  17. O cravo bem temperado, livro 2, prelúdio e fuga em dó, Bach
  18. Quinta sinfonia, Beethoven
  19. IZlel je delio, Bulgária
  20. Cantos  da Noite, Índios Navajo
  21. Pauleans , Galliards, the fairie round, Músicos de Londres
  22. Flautas de Pã, Ilhas salomão
  23. canção nupcial, Peru
  24. Correntes que fluem, China
  25. "Jaat Kahan Ho, Índia
  26. Dark was the night, Blind Willie Johnson
  27. Quarteto de cordas no 13, Beethoven

Que (quais) música(s)  você enviaria para o espaço  ?

IV - Carl Sagan



Carl Edward Sagan (Nova Iorque, 9 de novembro de 1934 — Seattle, 20 de dezembro de 1996) foi um cientista, astrobiólogo, astrônomo, astrofísico,cosmólogo, escritor e divulgador científico norte-americano. Sagan foi professor de Astronomia e Ciêcnias espaciais na universidade de Cornell e é autor de mais de 600 publicações científicas, e mais de 20 livros de ciência e ficção científica. CArl Sagan foi o Presidente do Comitê designado para definir o conteúdo do disco de ouro da Voyager.






"Em agosto e setembro de 1977 foram lançadas ao espaço duas extraordinárias espaçonaves chamadas Voyager. Após explorarem Júpiter e Saturno, elas abandonarão lentamente nosso sistema solar e farão um cruzeiro durante éons, até chegarem ao reino de outras estrelas. Afixado a cada uma das naves espaciais há um disco fonográfico recoberto de ouro, uma mensagem da Terra a possíveis civilizações extraterrestres."



"Ninguém envia uma mensagem semelhante em semelhante jornada sem uma paixão inegável pelo futuro, ..."











Minhas homenagens a Carl Sagan o maior divulgador da ciência no seu tempo e que  também foi autor da série "Cosmos" apresentada nas redes de televisão.



V- Referências


- Livro: Os murmúrios da Terra, Carl Sagan e outros.

- Wikipedia: O disco de ouro da Voyager



Um comentário: