terça-feira, 21 de junho de 2016

A cidade subterrânea de Derinkuyu, Capadócia, Turquia

I - A Capadócia


A Capadócia é uma região histórica da Turquia que fica na Anatólia Central, em uma área que era cruzamento de rotas comerciais entre a região oriental e as cidades litorâneas de Izmir, Pamukale e Éfesos. Essa rota, desde os tempos antigos, foi utilizada pelos mercadores para comercializar produtos e especiarias do oriente e em seguida revender para a Europa. O porto utilizado era o de Èfesos e através do Mar Egeu e  Mar Mediterrâneo as mercadorias seguiam para a Grécia, Itália, ...,. 





II - Rochas Esculpidas / Chaminés de Fadas




A Capadócia situa-se no encontro de duas placas tectônicas onde  no passado, entre 30 e 60 milhões de anos, formou-se uma série de vulcões que provocaram uma enxurrada de cinzas e lava por toda a região. Com o passar do tempo, a influência dos ventos e rios provocou uma erosão nas pedras, deixando exposta toda uma série de formações geológicas diferenciadas. Vendo que essas pedras tinham fácil manuseio, o homem passou a escavá-las e a construir moradias nas próprias pedras.








O ponto de entrada para essa região pode ser por Nevsehir ou Kayseri, as quais tem voos regulares para Istambul.  Nevsehir é a capital da Capadócia e o ponto  mais fácil de acesso aos lugares de interesse. Ela  é formada por oito distritos: Nevesehir (distrito central) , Avanos, Urgup, Gulsehir, Derinkuyu, Acigol, Kosak e Hacibsktas.

A parte mais conhecida da Capadócia é a região de Goreme,  com o museu a céu aberto mostrando um gande número de igrejas e moradias escavadas nas pedras. Goreme é um vilarejo de cerca de 12.000 habitantes e faz parte do distrito central de Nevsehir. Goreme é um dos pontos mais indicado para permanencia e hospedagem.


Mapa da Região de Goreme - Wikipedia

Posteriormente  vamos fazer um post específico sobre Goreme e o museu a céu aberto.


III - Urgup / Ortahisar



Ortahisar é um município da região histórica e turística da Capadócia, pertencente ao distrito de Ürgüp, na província de Nevşehir, na região administrativa da Anatólia Central, Turquia. Em 2000 a sua população era de 3 484 habitantes.




Ortahisar, exemplo de moradias escavadas nas rochas



A principal atração da vila é o seu "castelo", na realidade um enorme rochedo natural, com cerca de 90 m de altura, com grutas naturais e artificiais, onde algumas delas ainda são usadas para habitação humana.





As numerosas cavernas naturais e artificiais usadas como casas não se limitam ao rochedo do castelo. Essas construções trogloditas foram usados pelo menos desde os primeiros tempos do Cristianismo para refúgio das frequentes perseguições e invasões a que a região esteve sujeita   e supõe-se que possam remontar ao período hitita, no 1º ou 2º milénio a.C. 


II - A Cidade Subterrânea de Derinkuyu



A cidade subterrânea de Derinkuyu foi descoberta por acaso em 1963. Conta-se que o proprietário de uma casa escavada na pedra queria fazer uma modificação e nesse processo deu de cara com uma sequência de salas e túneis que depois de exploradas confirmou-se ser uma cidade subterrânea. Ela foi adequada e aberta ao público no ano de 1965 e desde então constitue-se em uma das grandes atrações turísticas da região. 

A origem exata dessa cidade entretanto é controversa, alguns arqueólogos datam suas origens por volta do ano 4 000 a.C., outros defendem que suas origens são ainda mais remotas, por volta do ano 9 000 a.C., embora a datação por carbono-14 realizada em esqueletos do cemitério paleocristão situado nessa cidade datam do ano 1 800 a.C.. Estima-se que a cidade começou a ser abandonada por completo por volta do século VIII.

Acredita-se que os Hititas, os Romanos, os Bizantinos e até os Proto-Hititas viveram nessa cidade. 





Já foram identificadas cerca de 36 cidades subterrâneas na Capadócia e acredita-se que ainda possam existir mais. "Derinkuyu" localizada cerca de 29 km de distância  de Nevsehir é uma das mais conhecidas por ser a maior delas e devido ao seu bom estado de conservação.  

Os Níveis subterrâneos de Derinkuyu

                 Trabalho de Omer Demir - Livro "Capadócia Cradle of Hystory"

Derinkuyu tem cerca de 18 a 20 níveis (andares) subterrâneos  e um complexo sistema de túneis e dutos de circulação de ar foram construídos para permitir a sua habitação.

 

Escavada em rocha vulcânica, a sua arquitetura é um tanto rudimentar, embora fossem usados sistemas engenhosos para bloquear a entrada de intrusos, como portas em forma de rodas esculpidas de uma rocha de consistência mais dura, daí supõe-se também que provavelmente essas cidades foram construídas como cidades de defesa.


Foram descobertas mais de 600 saídas à superfície possuindo também um túnel com aproximadamente 8 km de extensão que a conecta com outra cidade subterrânea de Kaymaklı.


Mesmo no verão, onde a temperatura externa é de cerca de 39 graus C, a temperatura interna se mantém em torno de 14 a 15 graus C nos andares superiores, e pode chegar até a 08 graus C nos níveis mais baixo. Estima-se que cerca de 10.000 habitantes em média viviam em Derinkuyu.


Método de Construção


Estima-se que a construção dessas cidades começava  pelos túneis de ventilação. A partir deles faziam-se as salas em um dos níveis e prosseguia-se com a expansão lateral. 

Posteriormente, continuavam com o aprofundamento do canal de ventilação e faziam mais un nível abaixo.  


               Trabalho de Omer Demir - Livro "Capadócia Cradle of Hystory" 


O interior das cidades




Pedra Usada para o fechamento da entrada
Sala / Quarto 


Modo de Vida


Nas partes subterrâneas viviam as pessoas e também os animais que utilizavam as áreas de entrada para isso. Os dois primeiros níveis eram usados para quartos, cozinhas, depósitos de alimentos, escolas, salas de alimentação, adegas e estábulos. Nos outros níveis inferiores ficavam  os depósitos de armas, os túneis de comunicação.  No nível mais baixo estão o poço de água, a igreja e os túneis de fuga.


O cultivo do vinho e a propriedade dos animais para arar a terra eram coisas bem valorizadas. Os estábulos eram bem amplos e podiam abrigar os animais sem perigo. Um método de fazer vinho com a seleção de uvas, armazenamento em grandes vasos está ilustrado na figura abaixo. 

                 Trabalho de Omer Demir - Livro "Capadócia Cradle of Hystory" 


Salas e Conexões



foto de Taesik Park / Shutterstock.com


 Utilização



Estima-se que os Hititas utilzavam essas cidades para se esconder quando estavam sendo atacados. Posteriormente elas foram usadas pelos primeiros cristãos que as utilizavam para se proteger das perseguições. Finalmente os turcos as utilizaram quando havia ataques das tribos árabes. As cidades foram abandonadas em torno século VIII.



III - Referências


- Capadocia - Cradle of History - Omer Demir
- Guia Visual Folha de São Paulo - Turquia / Capadócia
- Notas de Viagem



Um comentário: