segunda-feira, 18 de abril de 2016

Cafés do Mundo 4 - "A Brasileira" do Chiado

1. - Introdução


A Brasileira, ou "A Brasileira do Chiado" é um famoso café de Lisboa, localizado  na  Rua Garret números 120-122, no Largo do Chiado. O Café foi  fundado em 19 de Novembro de 1905 por Adriano Soares Teles do Vale quando do seu retorno do Brasil 






2. - Histórico




Adriano Teles emigrou para o Brasil quando era jovem. Aqui ele casou com uma filha de fazendeiros de Minas Gerais, onde ele se dedicou a fundação de um estabelecimento comercial chamada "Ao Preço Fixo" e à produção agrícola, especialmente de café que exportava para Portugal. 


Regressando para  Portugal por motivos de saúde da primeira mulher, criou uma rede de pontos de venda do café que produzia e importava do Brasil: As famosas "Brazileiras",






A Brazileira do Chiado - foto de Joshua Benoliel, 1911

Foram instaladas lojas "As Brazileiras" em Lisboa, Porto, Braga


III - Ligações com as Artes



Mas o fundador da Adriano Soares foi também um homem de cultura, com interesse pela música e pela pintura. Fundou a Banda de Alvarenga, financiando a compra dos seus primeiros instrumentos, e fez da Brasileira do Chiado o primeiro museu de arte moderna em Lisboa.  Em 1908 fez uma remodelação, criando então a cafeteria.


Com as liberdades de reunião e associação após a Implantação da República Portuguesa, em 5 de Outubro de 1910, e a instalação do Directório Republicano no Largo de São Carlos (entretanto rebatizado Largo do Directório, precisamente no 1.º andar do edifício onde nasceu Fernando Pessoa), A Brazileira tornou-se um dos cafés mais concorridos de Lisboa devido à sua proximidade.

A partir dessa época A Brazileira foi o cenário de inúmeras tertúlias intelectuais, artísticas e literárias. Por lá passaram os escritores e artistas, reunidos em torno da figura do poeta-general Henrique Rosa (tio adoptivo de Fernando Pessoa), que viriam a fundar a Revista Orpheu.

Em 1925 A Brazileira passou a expor onze telas de sete pintores portugueses da nova geração, que então frequentavam o café, selecionados por José Pacheko, ele próprio um dos pintores.


Fernando Pessoa


Fernando António Nogueira Pessoa é um escritor e poeta português, nascido em Lisboa, 13 de junho de 1888 e falecido também em  Lisboa em 30 de novembro de 1935. 

Fernando Pessoa foi educado na África do Sul, numa escola católica irlandesa, e chegou a ter maior familiaridade com o idioma inglês do que com o português, escrevendo os seus primeiros poemas nesse idioma.

Enquanto poeta, ele escreveu sob diversas personalidades – heterónimos, como Ricardo Reis, Álvaro de Campos, Alberto Caeiro e Bernardo Soares.

Durante toda a sua vida em Lisboa, Fernando Pessoa foi um frequentador assíduo do café, tendo sido instalada uma estátua sua em frente ao mesmo. 

1888: Fernando António Nogueira Pessoa nasce, a 13 de Junho. É batizado em Julho.
1893: A 24 de julho, o pai morre, de tuberculose. A família é obrigada a leiloar parte dos bens.
1894: O futuro padrasto, João Miguel Rosa, é nomeado cônsul interino em Durban, na África do Sul.
1896: Em 7 de Janeiro, é concedido o passaporte à mãe, e a família parte para Durban
1905: Parte definitivamente para Lisboa, onde passa a viver com a avó Dionísia. 
1906: Matricula-se, em Outubro, no Curso Superior de Letras. A mãe e o padrasto retornam a Lisboa e Pessoa volta a morar com eles. 
1910: Escreve poesia e prosa em português, inglês e francês.
1913: Intensa produção literária. Escreve O Marinheiro.
1914: Cria os heterónimos Álvaro de CamposRicardo Reis e Alberto Caeiro. Escreve os poemas de O Guardador de Rebanhos e também o Livro do Desassossego.
1934: Publica Mensagem.
1935: Em 29 de Novembro, é internado com cólica hepática. Morre no dia 30 do mesmo mês.

IV - Café "A Brasileira" , atualmente


Atualmente o café "A Brasileira" continua bem frequentado, e passou  a servir também pratos típicos portugueses como o Bacalhau com Legumes, entre outros. Praticamente todos os brasileiros de passagem por Lisboa dão uma passadinha pelo café.


                        foto de Jorg Kackemann em Shutterstock.com

- Outras fotos



                      foto de Nito em Shutterstock.com



V - Localização e vizinhanças


O chiado é um bairro bem localizado, tendo a característica  de abrigar teatros, restaurantes e sobrados antigos.










VI - Outras publicações


a) Cafés do Mundo I - Café New York, Budapeste
http://historiacomgosto.blogspot.com.br/2016/02/cafe-new-york-budapeste-um-dos-mais.html

b) Cafés do Mundo II - Confeitaria Colombo, Rio de Janeiro
http://historiacomgosto.blogspot.com.br/2016/02/confeitaria-colombo-uma-das-mais-belas.html

c) Cafés do Mundo III - Café Florian, Veneza
http://historiacomgosto.blogspot.com.br/2016/02/cafe-florian-veneza-um-dos-mais-antigos.html


VII - Referências


Todos os textos foram consultados da Wikipedia- Café a Brasileira, Fernando Pessoa - 



Nenhum comentário:

Postar um comentário